Camaçarí / BA - 05 de Março de 2024
Publicado em 08/02/2024 12h52

Secretária revela que Bahia tem 13 municípios em situação de epidemia de dengue e 21 em condições de risco

Durante entrevista, a secretária de Saúde do Estado, Roberta Santana, explicou como será o esquema de imunização contra a dengue na Bahia
Por: Metro 1

Em entrevista para a Rádio Metrópole nesta quinta-feira (8), a secretária de Saúde do Estado (Sesab), Roberta Santana, revelou que a Bahia tem 13 municípios em situação de epidemia de dengue e 21 em condições de risco. Os números aumentaram durante o período de uma semana.

De acordo com a secretária, o governo federal tem feito um plano de estratégia juntamente com os estados. "Apesar de a maior incidência dos casos ser na região sudeste do país, a região do nordeste precisa ficar em alerta", explicou Roberta.

Além disso, a secretária explica que, apesar da compra da vacina Qdenga, um imunizante contra a dengue desenvolvido pelo laboratório japonês Takeda Pharma, a capacidade de produção ainda é pequena para atender à demanda. A vacinação chegará nos próximos dias, porém não é uma solução imediata, já que o imunizante tem efeito de médio a longo prazo, precisando de duas doses.

O esquema de imunização deverá priorizar crianças e jovens de 6 a 16 anos. De acordo com a Anvisa, a Qdenga é indicada para pessoas de 4 a 60 anos. Não foram feitos estudos para avaliar a eficácia da vacina em pessoas com mais de 60 anos.

A secretária ainda ressalta que o estado vem atuando com os municípios e prefeitos no combate à dengue. Além disso, é necessário o engajamento individual de cada cidadão para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. "Essa é a nossa preocupação, o combate à dengue depende de cada um", ressaltou.

Comente essa notícia